storage

Menu

{{ 'patrocinador.show.imagem-capa' | translate }}

7º Prêmio Ayrton de Almeida Carvalho de Preservação do Patrimônio Cultural de Pernambuco

{{ 'painel-configuracoes.edital-publico' | translate }}

{{ 'empreendedor.show.inscricoes' | translate }}

{{oportunidade.inicio_inscricoes | date:"dd/MM/yyyy HH:mm"}} {{ 'painel-configuracoes.de-ate' | translate }} {{oportunidade.encerramento_das_inscricoes | date:"dd/MM/yyyy HH:mm"}}

{{timeZoneName()}}

{{'painel-configuracoes.aguardando-aprovacao' | translate}}.

{{ 'parecer.sobre' | translate }}

O Governo do Estado de Pernambuco, por intermédio da sua Secretaria de Cultura Secult-PE, institui por sua entidade vinculada, Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico Fundarpe, o 7º Prêmio Ayrton de Almeida Carvalho de Preservação do Patrimônio Cultural de Pernambuco. O Prêmio busca reconhecer a atuação dos fazedores de bens culturais de natureza material e imaterial beneficiando os responsáveis por ações bem-sucedidas de proteção, preservação, conservação, salvaguarda do Patrimônio Cultural em todas as macrorregiões do Estado de Pernambuco. Entende-se por ações exemplares aquelas que contribuam para a proteção, preservação, conservação, salvaguarda e outras formas de acautelamento do Patrimônio Cultural Material e Imaterial do Estado de Pernambuco, individuais ou coletivas, em diferentes áreas de atuação, realizadas por pessoas físicas ou jurídicas.

Poderão concorrer, neste edital, ações realizadas/concluídas entre os anos de 2019 a 2021 ou que estejam em andamento até a data final do período de inscrição no presente certame, nas diversas áreas e linguagens culturais como artes cênicas, artes visuais e fotografia, audiovisual, cultura popular, design e moda, música, gastronomia, povos tradicionais, arquitetura e urbanismo.

As ações que ainda estejam em execução deverão apresentar material ou produtos das ações/etapas já realizadas que permitam a análise conforme os critérios de avaliação descritos neste edital. Ações referentes a obra civil de restauro e/ou conservação devem ter como proponentes os financiadores da intervenção ou os responsáveis pelo projeto arquitetônico desde que apresentem Carta de Anuência dos proprietários sendo esses representantes da sociedade civil portadora ou não de personalidade jurídica.

Cada proponente poderá apresentar uma única candidatura, em cada uma das 3 (três) Categorias descritas abaixo:

CATEGORIAS

1 - Formação:

a) Desenvolvimento de programas e ou projetos educativos em ambientes formais e não formais ligados às áreas e linguagens culturais de artes cênicas, artes visuais e fotografia, audiovisual, cultura popular, design e moda, música, gastronomia, povos tradicionais, arquitetura e urbanismo, com vistas à democratização e difusão do conhecimento sobre o Patrimônio Cultural Material e Imaterial de Pernambuco;

b) Programas de formação voltados para fazedores de bens culturais de natureza material e imaterial com ênfase no desenvolvimento da economia criativa e em práticas sustentáveis que viabilizem a manutenção das práticas culturais nas diferentes áreas e linguagens culturais: artes cênicas, artes visuais e fotografia, audiovisual, cultura popular, design e moda, música, gastronomia, povos tradicionais, arquitetura e urbanismo, entre outras;

c) Produção de jogos educativos, cartilhas ou livros e/ou material didático voltados para educação patrimonial, ligados às áreas e linguagens culturais de artes cênicas, artes visuais e fotografia, audiovisual, cultura popular, design e moda, música, gastronomia, povos tradicionais, arquitetura e urbanismo com ênfase nos bens culturais de natureza material ou imaterial.

2 - Promoção e Difusão:

a) Jogos e aplicativos, website e/ou portal especializado em artes cênicas, artes visuais e fotografia, audiovisual, cultura popular, design e moda, música, gastronomia, povos tradicionais, arquitetura e urbanismo, entre outras, com ênfase na promoção e circulação dos Patrimônios Culturais Material e Imaterial de Pernambuco;

b) Vídeos documentais, web séries, programas de rádio e podcast, periódicos, e revistas impressas e eletrônicas especializados com ênfase nos Patrimônios Culturais Material e Imaterial de Pernambuco.

3 - Acervos Documentais e Memória Cultural:

a) Produção, catalogação, conservação, restauração e exposição de acervos documentais, iconográficos, audiovisual e outros considerados fontes fundamentais de informação sobre o Patrimônio Cultural Material e Imaterial; restauração de bens móveis e imóveis e/ou bens móveis integrados com garantia de acesso ao público.

Todo o material para a avaliação do projeto/ação, deverá ser enviado na plataforma Prosas no formato de link público de serviço de hospedagem em nuvem (Dropbox, Google Drive, OneDrive etc.).

O prêmio tem como proposta contemplar atuações exemplares da sociedade civil, portadora ou não de personalidade jurídica, voltada à valorização, preservação e difusão dos patrimônios culturais de Pernambuco, por meio de diferentes técnicas, instrumentos e metodologias e que tenham sido desenvolvidas; valorizar iniciativas bem-sucedidas na geração de produtos culturais nas diversas linguagens voltadas à preservação dos Patrimônios Materiais e Imateriais de Pernambuco; incentivar a participação plena dos fazedores de cultura na preservação do Patrimônio Cultural do Estado, nas diversas áreas e linguagens culturais de artes cênicas, artes visuais e fotografia, audiovisual, cultura popular, design e moda, música, gastronomia, povos tradicionais, arquitetura e urbanismo e contribuir para a cultura pernambucana, em conformidade com o Plano Estadual de Cultura elaborado no âmbito da 4ª Conferência Estadual de Cultura e aprovado pelo Conselho Estadual de Políticas Culturais de Pernambuco CEPC-PE, por meio da resolução nº 01 de 09 de maio de 2018.

O Edital e seus anexos poderão ser obtidos no sítio da Secretaria de Cultura de Pernambuco e

Fundarpe:

www.cultura.pe.gov.br e www.prosas.com.br.

Em caso de dúvidas ou sugestões, entrar em contato pelo e-mail: premioaacarvalho@gmail.com  

{{ 'painel-configuracoes.descricao-sobre' | translate }}

O Governo do Estado de Pernambuco, por intermédio da sua Secretaria de Cultura Secult-PE, institui por sua entidade vinculada, Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico Fundarpe, o 7º Prêmio Ayrton de Almeida Carvalho de Preservação do Patrimônio Cultural de Pernambuco. O Prêmio busca reconhecer a atuação dos fazedores de bens culturais de natureza material e imaterial beneficiando os responsáveis por ações bem-sucedidas de proteção, preservação, conservação, salvaguarda do Patrimônio Cultural em todas as macrorregiões do Estado de Pernambuco. Entende-se por ações exemplares aquelas que contribuam para a proteção, preservação, conservação, salvaguarda e outras formas de acautelamento do Patrimônio Cultural Material e Imaterial do Estado de Pernambuco, individuais ou coletivas, em diferentes áreas de atuação, realizadas por pessoas físicas ou jurídicas.

Poderão concorrer, neste edital, ações realizadas/concluídas entre os anos de 2019 a 2021 ou que estejam em andamento até a data final do período de inscrição no presente certame, nas diversas áreas e linguagens culturais como artes cênicas, artes visuais e fotografia, audiovisual, cultura popular, design e moda, música, gastronomia, povos tradicionais, arquitetura e urbanismo.

As ações que ainda estejam em execução deverão apresentar material ou produtos das ações/etapas já realizadas que permitam a análise conforme os critérios de avaliação descritos neste edital. Ações referentes a obra civil de restauro e/ou conservação devem ter como proponentes os financiadores da intervenção ou os responsáveis pelo projeto arquitetônico desde que apresentem Carta de Anuência dos proprietários sendo esses representantes da sociedade civil portadora ou não de personalidade jurídica.

Cada proponente poderá apresentar uma única candidatura, em cada uma das 3 (três) Categorias descritas abaixo:

CATEGORIAS

1 - Formação:

a) Desenvolvimento de programas e ou projetos educativos em ambientes formais e não formais ligados às áreas e linguagens culturais de artes cênicas, artes visuais e fotografia, audiovisual, cultura popular, design e moda, música, gastronomia, povos tradicionais, arquitetura e urbanismo, com vistas à democratização e difusão do conhecimento sobre o Patrimônio Cultural Material e Imaterial de Pernambuco;

b) Programas de formação voltados para fazedores de bens culturais de natureza material e imaterial com ênfase no desenvolvimento da economia criativa e em práticas sustentáveis que viabilizem a manutenção das práticas culturais nas diferentes áreas e linguagens culturais: artes cênicas, artes visuais e fotografia, audiovisual, cultura popular, design e moda, música, gastronomia, povos tradicionais, arquitetura e urbanismo, entre outras;

c) Produção de jogos educativos, cartilhas ou livros e/ou material didático voltados para educação patrimonial, ligados às áreas e linguagens culturais de artes cênicas, artes visuais e fotografia, audiovisual, cultura popular, design e moda, música, gastronomia, povos tradicionais, arquitetura e urbanismo com ênfase nos bens culturais de natureza material ou imaterial.

2 - Promoção e Difusão:

a) Jogos e aplicativos, website e/ou portal especializado em artes cênicas, artes visuais e fotografia, audiovisual, cultura popular, design e moda, música, gastronomia, povos tradicionais, arquitetura e urbanismo, entre outras, com ênfase na promoção e circulação dos Patrimônios Culturais Material e Imaterial de Pernambuco;

b) Vídeos documentais, web séries, programas de rádio e podcast, periódicos, e revistas impressas e eletrônicas especializados com ênfase nos Patrimônios Culturais Material e Imaterial de Pernambuco.

3 - Acervos Documentais e Memória Cultural:

a) Produção, catalogação, conservação, restauração e exposição de acervos documentais, iconográficos, audiovisual e outros considerados fontes fundamentais de informação sobre o Patrimônio Cultural Material e Imaterial; restauração de bens móveis e imóveis e/ou bens móveis integrados com garantia de acesso ao público.

Todo o material para a avaliação do projeto/ação, deverá ser enviado na plataforma Prosas no formato de link público de serviço de hospedagem em nuvem (Dropbox, Google Drive, OneDrive etc.).

O prêmio tem como proposta contemplar atuações exemplares da sociedade civil, portadora ou não de personalidade jurídica, voltada à valorização, preservação e difusão dos patrimônios culturais de Pernambuco, por meio de diferentes técnicas, instrumentos e metodologias e que tenham sido desenvolvidas; valorizar iniciativas bem-sucedidas na geração de produtos culturais nas diversas linguagens voltadas à preservação dos Patrimônios Materiais e Imateriais de Pernambuco; incentivar a participação plena dos fazedores de cultura na preservação do Patrimônio Cultural do Estado, nas diversas áreas e linguagens culturais de artes cênicas, artes visuais e fotografia, audiovisual, cultura popular, design e moda, música, gastronomia, povos tradicionais, arquitetura e urbanismo e contribuir para a cultura pernambucana, em conformidade com o Plano Estadual de Cultura elaborado no âmbito da 4ª Conferência Estadual de Cultura e aprovado pelo Conselho Estadual de Políticas Culturais de Pernambuco CEPC-PE, por meio da resolução nº 01 de 09 de maio de 2018.

O Edital e seus anexos poderão ser obtidos no sítio da Secretaria de Cultura de Pernambuco e

Fundarpe:

www.cultura.pe.gov.br e www.prosas.com.br.

Em caso de dúvidas ou sugestões, entrar em contato pelo e-mail: premioaacarvalho@gmail.com  

{{ 'parecer.diminuir' | translate }}

{{ 'form.oportunidade.total-disponivel' | translate }}

R$ 90.000,00

{{ 'parecer.fonte-financiamento' | translate }}

  • Recursos próprios

{{ 'parecer.area-atuacao' | translate }}

  • {{'area.area_' + '3' | translate }}

Resultados

{{ 'parecer.arquivos-complementares' | translate }}

{{ 'projeto.show.midia' | translate}}

{{ 'parecer.sites' | translate }}

{{ 'parecer.videos' | translate }}

-

{{video.nome}}

{{video.nome}}

{{ 'projeto.show.compartilhe-pagina' | translate }}

{{init('')}}